Copy

FENACERCI NEWSLETTER

Nº 10 - Dezembro 2015
Veja este email no seu browser
X ENCONTRO NACIONAL

RECADO DE NATAL

São muitos os significados que se podem associar ao Natal. Quase tantos como os lugares-comuns que nos inundam nesta quadra, e que vão desde o jingles que se fazem ouvir por todo o lado até aos anúncios para quem vê nos festejos natalícios uma oportunidade de negócio. Seja como for, é sempre um tempo propício a que se fale de paz, de harmonia, de justiça, de solidariedade … E é exatamente na solidariedade que queríamos vincar este nosso “recado de natal”. A solidariedade não é coisa que se encontre por aí à venda em épocas festivas embrulhada com laçarotes coloridos: é uma atitude que se constrói no dia-a-dia na relação com os outros, promovendo os seus direitos e construindo oportunidades para que possam exercer uma cidadania plena em condições de igualdade com todos os cidadãos. Mais do que ajudar as pessoas é preciso estar com elas, dar-lhes ferramentas e suportes para que tenham uma participação ativa na defesa dos seus direitos. É este Natal Solidário que queremos desejar a todos quantos fazem parte desta nossa luta diária, dos colaboradores aos voluntários, passando pelos dirigentes cooperativos, pelas famílias e obviamente pelas próprias pessoas com deficiência. E ficam também os votos de que a esta visão solidária se junte a festa. Afinal a solidariedade tem que ser, ela própria, uma festa.
Que tenham um Natal Feliz e Solidário e um ano novo auspicioso. 

A DIREÇÃO DA FENACERCI

Programa Piloto da Polícia de Segurança Pública - "Estou Aqui Adultos"

A FENACERCI, na qualidade de entidade parceira do Programa Significativo Azul, marcou presença no dia 30 de Novembro de 2015 na sessão de lançamento do novo  Programa Piloto da Polícia de Segurança Pública - "Estou Aqui Adultos".
O programa Estou Aqui Adultos foi pensado para proteger e dar apoio a quaisquer adultos que possam vir a ser encontrados na via pública em estado de especial vulnerabilidade, permitindo a sua correta identificação e o contato célere com um familiar. O primeiro contacto é muitas vezes crítico e a urgência com que a pessoa é identificada, pode fazer toda a diferença, sendo dever da Polícia procurar todas as alternativas para que esse processo seja rápido, simples e seguro. 
Importa realçar que este programa, além da sua génese seguritária e preventiva, possui uma componente promotora da autonomia e independência das pessoas com deficiência intelectual e/ou multideficiência. O programa piloto iniciou no dia 1 de Dezembro de 2015 e terminará no dia 30 de Maio de 2016, altura em que será feita a sua avaliação. Esta primeira fase do programa contará com a participação de duas associadas da Federação, a CERCILISBOA e CRINABEL, com a atribuição de cerca de 120 pulseiras "Estou Aqui Adultos".
Para mais informações sobre o programa poderá consultar o site www.estouaqui.mai.gov.pt, bem como em www.fenacerci.pt

FENACERCI e a Guarda Nacional Republicana (GNR) assinaram protocolo de colaboração no âmbito do Programa de Apoio a Pessoas com Deficiência (PaPcD) 

No dia 3 de Dezembro de 2015 a FENACERCI e a Guarda Nacional Republicana (GNR) assinaram um protocolo de colaboração, no âmbito do Programa de Apoio a Pessoas com Deficiência (PaPcD) promovido por esta instituição. O momento de assinatura deste protocolo decorreu no Centro Hípico da Quinta da Beloura, em Sintra, onde a GNR promoveu junto de cerca de 80 pessoas com deficiência aulas cinoterapia, hipoterapia e passeios de charrete.
O Programa de Apoio a Pessoas com Deficiência visa a promoção dos direitos e garantias de condições de vida dignas às pessoas com deficiência, procurando envolver, de forma proativa, a comunidade para atender, compreender, respeitar as necessidades e diferenças de cada um, permitindo a igualdade de oportunidades, e para a prevenção de situações de negligência, violência e maus-tratos a estas pessoas. O PAPcD é direcionado para as pessoas com deficiência, para os seus cuidadores e para as pessoas que com elas interagem, pretendendo ser uma plataforma de articulação e de entendimento com os restantes atores sociais responsáveis, ligados à área da deficiência, na promoção da segurança nas comunidades e tem como objetivo principal contribuir para a sua segurança e sentimento de segurança, nos vários subsistemas em que estão inseridas, contribuindo, assim, para uma melhor qualidade de vida desta população.
Este programa de policiamento de proximidade é levado a cabo pelos Comandos Territoriais (com especial intervenção das Secções de Programas Especiais) e consubstancia-se na:

  • Sinalização de pessoas com deficiência que por motivos diversos permanecem grande parte do dia sozinhos e/ou isolados nas suas residências sem apoios/cuidados continuados, e que pelas suas dificuldades poderão ser considerados vulneráveis e alvo de ilícitos criminais;
  • Sensibilização deste público-alvo para procedimentos de segurança para evitar eventuais ilícitos criminais, como sejam o furto e roubo;
  • Sensibilização e formação das entidades locais da Guarda para uma cultura de prevenção de situações de negligência, abuso, violência e maus-tratos contra pessoas com deficiência;
  • Promoção de cooperação interinstitucional entre a Guarda e as entidades suas parceiras locais na área da deficiência, reabilitação, mobilidade e promoção da segurança;
  • Contribuição para uma melhoria no atendimento, acolhimento e encaminhamento das pessoas com deficiência pela Guarda;
  • Sensibilização das crianças e jovens, no âmbito das ações de sensibilização desenvolvidas no pelos Núcleos Escola Segura, para as questões da igualdade de oportunidades e não-discriminação das pessoas com deficiência;
  • Sensibilização da população em geral,  no âmbito da prevenção rodoviária, para  o respeito das regras de trânsito que afetam a mobilidade das pessoas com deficiência; e
  • Realização de parcerias com entidades com responsabilidades nestas matérias, nomeadamente a Federação Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social.

Ao abrigo do presente Protocolo, a FENACERCI já ministrou 1 ação formativa sobre Leitura Fácil dirigida aos Responsáveis pela área da comunicação da GNR (a nível nacional e distrital) e 5 ações de formação (2 ações em Lisboa; 1 ação no Porto; 1 ação em Coimbra e 1 ação em Évora) sobre Prevenção e Intervenção em situações de maus-tratos a pessoas com Deficiência dirigidas aos Chefes de Secção do Policiamento Comunitário.

CRESAÇOR: UMA RESPOSTA SOLIDÁRIA NOS AÇORES

No âmbito do projeto E9, apoiado pelo INR, deslocou-se aos Açores uma delegação de dirigentes da FENACERCI e das Cerci’s de Braga, Amarante, Macedo de Cavaleiros, Montemor. A visita visou o intercâmbio de experiências a partir de um contacto estabelecido com a CRESAÇOR, uma cooperativa solidária que agrega várias estruturas de intervenção social, algumas das quais com experiências concretas no trabalho com pessoas com deficiência. Ao longo dos dois dias de visita, houve lugar a uma reunião de trabalho com dirigentes da CRESAÇOR que partilharam o modelo de funcionamento desta Cooperativa que presta vários serviços às suas associadas, designadamente nos domínios do marketing e da assessoria técnica, para além de desenvolver projetos de intervenção direta junto de população migrante, da promoção do turismo acessível e da gestão de processos de microcrédito. No âmbito do intercâmbio, foram visitadas estruturas de apoio ocupacional e residencial, para além de outros projetos, e houve lugar a frutuosas trocas de impressões com os técnicos e coordenadores das valências visitadas. Uma jornada claramente a merecer nota positiva, e da qual resultou um acordo de princípio para dar continuidade a esta cooperação, quer ao nível do intercâmbio de técnicos, quer ao nível do turismo acessível. Um registo especial para a forma carinhosa e calorosa com que fomos recebidos por parte da CRESAÇOR e dos seus colaboradores, a lembrar-nos que não é por acaso que somos cooperativas. Ganharam o nosso coração e ficámos com vontade de voltar a essa terra magnífica que é o Arquipélago dos Açores. Vamos certamente aprofundar esta oportunidade de intercooperação.

NATAL MÁGICO: MAKRO APOIA FENACERCI COM PRENDAS PARA AS CRIANÇAS

A Makro ofereceu à FENACERCI uns milhares de brinquedos que, a partir das nossas associadas e da sua rede de intervenção social, faremos chegar a crianças carenciadas de todos os pontos do país. Resolvemos chamar Natal Mágico a esta iniciativa, já que ela irá permitir que mais de 7000 crianças vivam esta época com uma magia acrescida, que só a solidariedade é capaz de desenhar. Fica o registo desta grande iniciativa solidária, com um agradecimento especial à Makro, por se ter lembrado das Cerci’s e do trabalho que desenvolvem nas suas comunidades e a certeza de que os brinquedos levarão consigo uma forte mensagem de solidariedade que, afinal, faz parte do espírito de um Natal que gostaríamos que acontecesse todos os dias.

Projeto MINCE - Modelos Comunitários para a Educação Inclusiva

Realizou-se no dia 29 e 30 de Novembro em Zagreb o arranque oficial do Projeto MINCE, um projeto que visa identificar, testar e disseminar, práticas de educação inclusiva, nomeadamente no que se refere a um grupo específico – pessoas com deficiência intelectual severa. O projeto está ser implementado em Portugal, Áustria, Bulgária, Croácia, Polónia, Alemanha e Eslovénia, e reforça a importância da rede de proximidade ao nível das estruturas da comunidade  (biblioteca, clube de desporto, etc , na construção de espaços de participação comunitários e na flexibilização de respostas às necessidades individuais da pessoa com deficiência intelectual severa).

X Encontro Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social

No passado mês de Novembro, a FENACERCI  em parceria com a sua associada CERCIBRAGA, levou a efeito mais uma edição do Encontro Nacional de Cooperativas de Solidariedade Social nos Hotéis do Bom Jesus. Durante dois dias intensos de trabalho,  perto de centena e meia de participantes tiveram a oportunidade, recorrendo a diferentes metodologias de trabalho, de refletir e partilhar as suas experiências relativamente aos serviços que prestam junto de pessoas com deficiência e suas famílias. Foram abordados temas que pela sua natureza suscitam recorrentemente elevado interesse do ponto de vista da intervenção como seja a formação profissional, apoio ocupacional, vida independente, educação entres outros contando para tal com a participação das associadas na apresentação em primeira voz sobre a perspetiva e atuação organizacional relativamente a cada área. Foram igualmente desenvolvidos momentos específicos de (in)formação sobre motivação, burnout, coaching, interação com as famílias, identidade cooperativa sendo que os temas abordados tentaram responder diretamente ás necessidades já apresentadas em eventos anteriores por parte dos participantes e que os mesmos consideraram como chave para a sua atuação diária. Os momentos realizados em sessão plenária foram mais uma metodologia de trabalho profícua na medida que promoveram a discussão alargada sobre assuntos chave como sejam, as parcerias entre o Estado e organizações que operam nesta área de intervenção, o papel da comunicação social na promoção de uma sociedade mais inclusiva e a deficiência intelectual em contexto europeu. Mais uma vez, foi referido por parte dos participantes que o X Encontro se revelou uma verdadeira mais-valia e que tanto as metodologias de trabalho, como os temas abordados foram bastante pertinentes e ajustados à prática diária das organizações que trabalham em prol das pessoas com deficiência e suas famílias.

EASPD – Associação Europeia de Prestadores de Serviços para Pessoas com Deficiência

A EASPD encontra-se a desenvolver um estudo sobre Pobreza e Desenvolvimento do Setor Social, nomeadamente ao nível dos Recursos Humanos. Desta forma procura,  saber os impactos decorrentes da Crise Europeia não só na população mais vulnerável (grupos de risco), mas também ao nível do emprego/qualificação/remuneração de profissionais do Setor Social. O objetivo é fazer um levantamento ao nível de vários Países, nos quais Portugal está incluído, e por via dos resultados alcançados, diminuir os problemas sinalizados e promover momentos de partilha e informação que potencie a qualidade do apoio prestado às pessoas com Deficiência.

Facebook
Facebook
Twitter
Twitter
Website
Website
Email
Email
Copyright © 2015 FENACERCI, All rights reserved.
Fenacerci | Rua Augusto Macedo 2 A | 1600-794 Lisboa | Portugal
Tel. (+351) 21 711 25 80 | Fax. (+351) 21 711 25 81
E-mail : fenacerci@fenacerci.pt

unsubscribe from this list    update subscription preferences